O MAIOR AVIÃO DE PASSAGEIROS DO MUNDO

 

O superjumbo de dois andares, projetado para transportar 555 passageiros, mas com espaço para mais de 800, pousou no aeroporto de Cingapura, cidade-Estado no Sudeste Asiático, depois de 12 horas de vôo desde a sede da Airbus, perto de Toulouse, no sudoeste da França.

 O avião percorreu as pistas principais e secundárias do aeroporto para testar a sua largura antes de atracar em uma recém-instalada ponte de embarque de passageiros. Foi então a vez de funcionários do aeroporto e autoridades se familiarizarem com o novo jato.

 A Singapore Airlines será a primeira empresa a operar o A380, no final de 2006. O avião tem comprimento equivalente ao de oito ônibus londrinos e um espaço nas asas que seria suficiente para estacionar 70 carros. Representa uma nova era nas viagens comerciais e um desafio à Boeing na batalha pelo mercado mundial.

A Airbus, parte do grupo EADS, recebeu 159 encomendas e compromissos de 16 clientes para o seu jato de quatro motores. Mas isso ainda é aquém dos 250 aparelhos que seriam necessários para compensar os investimentos.

A fábrica tem três A380 fazendo vôos de testes e espera obter a certificação para que eles operam no último trimestre de 2006.

A Singapore Air disse na sexta-feira que quatro dos dez A380 que encomendou estão em diferentes estágios na linha de montagem. A empresa tem ainda a opção de comprar outros 15 aviões desse modelo.

O avião que pousou em Cingapura não tem assentos. Está repleto de computadores para os testes e de tanques de água usados como lastro.

Ao contrário dos jatos comerciais normais, o A380 tem um pára-quedas de emergência para permitir a saída de dois engenheiros e dos dois pilotos caso percam o controle do avião em manobras mais arriscadas durante os testes.

O desenvolvimento do A380 custou 14,2 bilhões de dólares e está seis meses atrasado. A viagem à Ásia foi retardada em quatro dias porque a fábrica de motores Rolls-Royce teve de substituir duas das quatro turbinas, pois uma delas teve um superaquecimento durante um vôo de testes, há duas semanas.

O A380 deve decolar de Cingapura logo após a 0h de sábado (14h de sexta em Brasília) com destino a Brisbane, na Austrália. No domingo, chega a Sydney. A última escala da viagem na Ásia será em Kuala Lumpur, na Malásia.

Na quinta-feira, um Boeing-777 estabeleceu um novo recorde para um vôo comercial sem escalas, ao fazer em 22 horas o percurso entre Hong Kong e Londres, viajando para leste. O avião, com 35 passageiros e tripulantes a bordo, voou mais de meio mundo, cobrindo 21.601 quilômetros.

* Fonte: Reuters.